quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Vida Pré-Universitária

Depois de várias semanas sem vir à "casa" (entenda-se "casa" por blog), qual não é o meu espanto ao ver tudo desarrumado e desconfigurado. Pois bem! A casa tinha de ser remodelada e decorada do início. Passei a tarde a escolher fundos (quando não se tem que fazer e a imaginação não dá para mais, há que fazer coisas inúteis) e por fim lá escolhi este. VERDE, como não podia deixar de ser. Este ano ganhei uma tara por verde: abro o armário da roupa e vê-se uma enorme mancha verde; a estante está colorida com dossiers e cadernos em vários tons de verde; mudei os edredons do quarto para verde; o meu estojo e a minha mochila são verdes; resumindo, passei a preferir o verde às outras cores. Ainda não percebo muito bem o porquê da mudança. A verdade é que, daqui a uns dias farto-me da cor e descubro que tenho de trocar tudo por coisas de outras cores. Mas sempre é preferível o verde ao roxo, que se tornou uma obcessão para muita gente durante este ano.
Contudo, consegui moderar o verde no blog. Acreditem: é um grande feito :D
Espero que gostem da nova decoração do estaminé.

Bem, mas eu vim aqui trazer novidades sobre o que tenho andado a fazer. Nos últimos dias tenho andado ocupada com as aulas de condução, entretanto comecei a dar explicações a um miúdo, o meu pai entrou de férias e não perde um raio de sol (quer ir todos os dias à praia e lá tenho eu de ir com ele). O tempo que me sobra é para os amigos (com quem tenho tido dificuldade em conversar, visto estar tudo de férias) e tratar assuntos relacionados com a vida pré-universitária (como eu adoro dizer isto! xD) como, por exemplo, procurar casa, falar com estudantes do curso que vou iniciar, procurar informações sobre bolsas, pedir ajudas para escolher o novo portátil. Enfim, uma quantidade de coisas que me dá grande prazer em fazer de tão novo que é. Estou tão ansiosa pelo início do ano lectivo.
De qualquer das formas, viver sozinha não vai ser fácil (vou ter de aprender a cozinhar). O primeiro ano é complicado: não conhecemos ninguém, é tudo novo e sentimo-nos perdidos no meio de uma multidão de estudantes que aspiram a um futuro parecido com o nosso, sendo que esse é o único aspecto que nos leva a aproximar. Há a Praxe, que nos ajuda a integrar na vida académica mas nos últimos anos temos assistido a uma decadência das tradições da Praxe, que dantes ensinava aos estudantes valores importantes, para nos ajudar a crescer e a existir (não no sentido material mas no sentido pessoal).

A Universidade é a ponte de passagem para a vida adulta e, por isso, é natural que comecemos a desintegrarmo-nos do "ninho" e comecemos a voar. Claro está que vou sentir imensas saudades das pessoas com quem vivi os melhores momentos dos últimos anos da minha vida mas a vida é uma costante renovação de experiências em que os verdadeiros sentimentos permanecem intactos.


4 comentários:

Gotinha* disse...

Antes de mais tenho de te dizer que adoro a remodelação, o teu cantinho está fantástico.

Sinto mais ou menos o que tu sentes pela cor vermelha. Este ano dei por mim a escolher tudo o que comprava vermelho *.*

Enfim... Pancas :)

Beijinhos e boa preparação de uns excelentes anos de universidade! ;D

A. disse...

Gostei bastante da nova remodelação. Verde, esperança... gosto imenso da cor.

A vida pré-universitária acredito que seja emocionante, mais que não seja pela nova vida que se aproxima. Boa sorte nesta nova etapa.
Beijinho

Patrícia disse...

Olá linda,

Desculpa a ausência.
Tal como já disseram, este cantinho está muito bonito! Adorei mesmo a decoração nova, apesar de também gostar muito da outra.

Quanto à "nova" vida que se aproxima, só te posso desejar boa sorte e que aproveites cada segundo! E.. vai contando coisas!

Estou curiosa por saber para onde vais e já agora para que curso :P

Beijocas!

Cátia disse...

Ola!

Boa remodelação, mas tens que ter cuidado com a cor das letras por algumas poderão nao se ver mt bem.

A vida pré-universitária é bem melhor que a universitaria, acredita! A universitaria é bem diferente... mas claro que tem tambem coisas boas, e vai-se aprendendo mt. O primeiro ano é sem duvida o mais dificil, existe adaptação a uma serie de coisas que nem sequer imaginamos antes: uma nova cidade (se assim for), morar sozinha, cozinhar, as viagens ao fim-de-semana quando se precisa é de estudar, os professores estarem simplesmente a borrifar se fazemos ou nao fazemos, as notas, os exames, os imensos trabalhos e afins... mas como eu disse, tambem tem as suas coisas boas... e mtas!

Mas conta la, onde se perspectiva a nova vida?

Um beijo e um abraço cheio de força!
CA