terça-feira, 14 de julho de 2009

Ontem não apareci cá. A minha vida está a tornar-se "cheia" (no bom sentido, é claro) ao ponto de não ter tempo nem sequer para dormir. Quem pensa que quase nem se notam as mudanças na vida de um jovem, está redondamente enganado. Mas enfim, penso que, de agora em diante, vai ser assim e não acho que o facto de ter uma vida ocupada seja mau. Quanto mais ocupada estiver, melhor estou emocionalmente. Sempre foi assim e assim será, espero eu.

Ontem tive o exame de Português, que me correu super mal. Verifiquei que não tenho mesmo vocação na área de Letras. Eu até sei interpretar e compreendo os poemas. O maior problema é passar para o papel aquilo que percebi, até porque é tudo muito subjectivo. Sou de ciências exactas, sem dúvida nenhuma. =) E estou com a forte sensação que me esbarrei neste exame. Se tirar positiva já é uma sorte, mas também não me preocupo se descer umas décimas. Só espero conseguir entrar no que quero.

Hoje foi um dia igualmente ocupado. Tive a minha primeira aula de condução e foi qualquer coisa espectacular. Ainda nem sequer fiz exame de código e já estou a treinar condução. E por falar nisso, o exame de código está aí à porta, por isso estes dias vão ser passados literalmente a "marrar". Teoricamente, estou de férias mas, na prática, muito dificilmente tenho férias este ano.

Hoje o post é curto mas não há muito para dizer. Nem tenho tido tempo para ver filmes, sequer.
Bem, e agora vou dar um saltinho aos blogs que me enchem a alma cada vez que cá venho. =)


2 comentários:

Cátia disse...

Cá estava eu a aguardar as noticias do exame... Não foram as melhores? É uma pena mas... agora já está, não é? O facto de se ser de ciencias exactas não implica necessariamente nada, ha que fazer um esforço ;)

Quanto ao codigo, ha mesmo que estudar que por lá surgem muitas rasteiras... e a condução é mesmo bom nao é? Força nisso!

Beijinho e boas ferias,
CA

Gotinha* disse...

Ainda bem que andas preenchida e feliz. Quando não tenho quase nem um bocadinho de tempo para pensar costumo sentir-me muito bem, sinto-me realizada! Não se pensa em melancolismos (;

Beijinho grande*